A comunidade de Almofala recebe curso de Ecoturismo Comunitário.

O projeto Cajus realizou mais um curso de Ecoturismo Comunitário no dia 16 de fevereiro, na comunidade de Almofala em Itarema-Ce com a participação de 30 pessoas. O curso teve a parceria da ONG Terramar.

Almofala é uma área litorânea de inúmeras belezas naturais de enorme atrativo cultural onde mora o povo Tremembé. As zonas litorâneas em sua grande maioria têm um amplo potencial turístico. Em geral, os requisitos mais destacados para essa prática, são os atributos naturais e culturais de cada local. A região do Baixo Acaraú – CE tem uma faixa litorânea composta por inúmeras praias, e um dos objetivos do Projeto Cajus é favorecer a organização das trabalhadoras envolvidas, para que elas também possam viabilizar em suas comunidades, atividades ligadas ao ecoturismo responsável e socialmente justo.

O curso de 10 h/a teve como objetivo favorecer a organização da comunidade e fortalecer o processo de formação para lideranças jovens no diálogo com práticas de Turismo Sustentável. Essa ação foi realizada

A atividade começa com uma roda de conversa para levantamento de  temas importantes para situar o contexto em que se insere o turismo convencional, o turismo sustentável, o ecoturismo e o turismo Comunitário.  A roda de conversa foi aliada com a abordagem dos temas: Desenvolvimento, Sustentabilidade, Economia, Meio Ambiente e Turismo.

Os participantes também assistiram a exibição de um vídeo, que mostrou a experiência da Rede Cearense de Turismo Comunitário – Rede Tucum. Após os debates, as explanações e a exibição do vídeo a turma, dividida em grupos, apresentou uma síntese do que foi dialogado destacando os pontos mais relevantes para a implantação do turismo comunitário voltado para  a geração e distribuição equitativa da renda, a conservação ambiental e valorização da produção, da cultura e das identidades locais.

Ao final o grupo ressaltou a importância do curso, e como o turismo comunitário é de fundamental importância para garantir a sustentabilidade sócio-ambiental da comunidade.

Deixe um Comentário 18 de Março de 2013

Oficina de Gênero e Meio Ambiente é realizada em Itarema

Em 23 de fevereiro o Projeto Cajus realiza mais uma oficina complementar de Gênero e Meio Ambiente em Itarema-Ce, na comunidade de Almofala. 25 pessoas, dentre elas  produtoras do projeto,  pessoas ligadas ao Conselho Indígena Tremembé de Almofala – CITA e lideranças da comunidade, participaram da oficina. A atividade visou ampliar a consciência e o conhecimento da comunidade sobre a temática, sensibilizar para a questão emancipatória da mulher e fortalecer a coesão social local.

Foi pauta desta oficina o debate sobre: As relações de gênero e seus modos de construção e desconstrução social; O que é ser homem e ser mulher; Masculino x Feminino; a divisão sexual do trabalho; os direitos das mulheres, sem distinção de idade; o consumo; e a identidade da mulher.

Para o desenvolvimento das temáticas propostas os participantes fizeram um sucinto resgate de suas experiências pessoais, construíram imagens que representassem o homem e a mulher na sociedade e assistiram ao documentário “Mulheres Invisíveis”.

Também foi feita uma reflexão sobre as formas de enfrentamento das desigualdades de gênero de forma a contribuir para mudanças de atitudes e valores dentro de sua comunidade.

Deixe um Comentário 18 de Março de 2013

O Projeto Cajus realiza Seminários de Desenvolvimento Sustentável e Consumo Responsável

Seminários de Desenvolvimento Sustentável e Consumo Responsável aconteceram em Bela Cruz – na comunidade do Riacho da Prata, Jijoca de Jericoacoara – na comunidade de Baixio, e Itarema – na  comunidade de Almofala, nos dias 02, 08 e 23 de fevereiro respectivamente. Em Bela Cruz e Jijoca participaram 25 e em Itarema 30 pessoas.

O tema integra-se ao projeto pois as atividades desenvolvidas são voltadas para o uso sustentável dos recursos naturais, visando o estimulo para que todas as famílias e as comunidades envolvidas  adotem práticas que favoreçam a manutenção e conservação da biodiversidade e das frutas nativas da região do Baixo Acaraú.

O seminário aborda temas de fundamental importância na atual conjuntura em que o consumismo desenfreado é superior as reais necessidades das pessoas e coloca em risco a sustentabilidade planetária pela destruição dos recursos naturais.  A reflexão sobre o atual modelo de desenvolvimento, as múltiplas crises ambientais, culturais, econômicas, sociais, as desigualdades no Brasil, a dilapidação do patrimônio natural, o desafio climático e a necessidade de reconciliar o homem e a natureza foram aprofundadas.

A exibição do vídeo – A história das Coisas e a leitura da Cartilha Consumo Responsável da Campanha Terra do Futuro, levaram aos participantes uma maior compreensão da necessidade de agir. Em grupos, eles terminaram por elencar compromissos individuais e coletivos para um desenvolvimento sustentável nas suas vidas comunitárias.

Deixe um Comentário 18 de Março de 2013

Projeto CAJUS realizou oficina de artesanato ecológico na localidade do Riacho da Prata, no município de Bela Cruz-CE.

Nos dias 08 e 09 de janeiro o projeto cajus realizou oficina de artesanato ecológico no Riacho da Prata, em Bela Cruz-Ce. A oficina contou com a participação de 15 pessoas entre integrantes do grupo produtivo e moradores da região.

 Através da oficina de Artesanato Ecológico pretende-se incentivar e aprimorar a fabricação de artesanato que seja confeccionado a partir de materiais reciclados, aliados a subprodutos provenientes da natureza, como sementes e palhas. O Artesanato Ecológico é uma excelente oportunidade de geração de renda com baixo custo, pois as matérias-primas utilizadas são em sua maioria, oriundas da vegetação nativa (visando sempre à preservação do meio ambiente) e do reaproveitamento de embalagens, papéis, tecidos, entre outros.

Durante a oficina, falou-se sobre a história do artesanato e os valores que ele abrange,  os quais o tornam conhecido universalmente. Principalmente quando visualizado por alguns pontos de vista, tais como: social, artístico, pedagógico, terapêutico e cultural. Dialogou-se ainda sobre a importância de praticar o consumo consciente, onde as mínimas mudanças possíveis no nosso dia-a-dia são necessárias para fazer a diferença. Como forma de produção e comercialização incentiva-se sempre o comércio justo e a economia solidária, pois é uma forma de trabalho que se baseia na cooperação e autogestão, sempre buscando o benefício social e a preservação do meio ambiente.

Nas atividades práticas da oficina, o grupo aprendeu técnicas e com elas elaborou: carteiras ecológicas produzidas a partir de caixas Tetra Pack e retalhos;  bijuterias naturais utilizando sementes e palha, e ainda, eco-mobiles (esculturas naturais suspensas) a partir de caixa de ovos e/ou maças.

Deixe um Comentário 6 de Março de 2013

O projeto Cajus realizou oficina de Ecoturismo Sustentável em Caiçara-Ce.

Nos dias 9 e 10 de janeiro o projeto Cajus realizou em Caiçara-Ce uma oficina de Ecoturismo Sustentável.  A oficina, facilitada por Cristiane Faustino da Silva, durou 20 horas e contou com a participação de 44 pessoas da região e localidades próximas. O objetivo principal foi fortalecer o processo de formação de lideranças jovens no diálogo com práticas de Turismo Sustentável.

O primeiro momento foi dedicado a apresentação dos participantes, dinâmica a respeito do que eles entendem sobre o tema ecoturismo e definição do acordo de convivência e programação, que seguiu com uma roda de conversa sobre as definições de turismo convencional, ecoturismo e turismo comunitário e a relação desses temas com desenvolvimento, sustentabilidade, economia, meio ambiente.

Em seguido foi apresentado um vídeo que mostra a experiência da Rede Cearense de Turismo Comunitário- Rede Tucum. O primeiro dia terminou com a formação de pequenos grupos que fazeram um levantamento sobre os equipamentos e possibilidades existentes para o desenvolvimento de um turismo diferenciado do que já existe na região, que é marcada por forte presença de atividades turísticas na praia de Jericoacoara e Lagoa da Jijoca.

No segundo dia foi feita uma visita de campo na Comunidade de Curral Velho, município de Acarau. O deslocamento se deu no ônibus cedido pela prefeitura de Cruz. O grupo chegou a comunidade e foi recepcionado pelo  grupo de turismo comunitário local, que também compõe a Rede Tucum. Os participantes fizeram uma trilha em Curral Velho por dentro do manguezal até a praia de Arpoeiras. Durante a trilha foi enfatizada a importância do mangue para a vida marinha e para o planeta.

Depois se voltou ao debate que discutiu e estabeleceu estratégias para o desenvolvimento do turismo com sustentabilidade. A oficina terminou com uma avaliação dos participantes sobre as atividades realizadas.

Deixe um Comentário 6 de Março de 2013

I Seminário sobre Desenvolvimento Sustentável e Consumo Responsável

No dia 23 de novembro aconteceu o I Seminário sobre Desenvolvimento Sustentável e Consumo Responsável, na Mini-Fábrica de Processamento de Caju – Raimundo Arteiro Cordeiro, na cidade de Marco-Ce. O seminário foi uma das atividades complementares do Projeto Cajus.  

Desenvolvimento sustentável e Consumo responsável são temas fundamentais na atual conjuntura em que o consumismo desenfreado é superior as reais necessidades das pessoas e coloca em risco a sustentabilidade planetária pela destruição dos recursos naturais. Ele se integra no projeto Cajus, pois as ações do projeto são voltadas para a sustentabilidade ecológica das frutas nativas da região do baixo-acaraú, preservando assim o nosso ecossistema e gerando renda para mulheres de baixa renda.

 A reflexão sobre o atual modelo de desenvolvimento, as multiplas crises ambientais, culturais, econômias, sociais, as desigualdades no Brasil, a dilapidação do patrimônio natural, o desafio climático e a necessidade de reconciliar o homem e a natureza foram apronfudadas no Seminário e, junto com a exibição do vídeo – A história das Coisas e a leitura da Cartilha Consumo Responsável da Campanha Terra do Futuro, levou aos participantes uma compreenção da necessidade de agir. Em grupos, eles terminaram por elencar compromissos individuais e coletivos para um desenvolvimento sustentável nas suas vidas comunitárias.

Deixe um Comentário 19 de Dezembro de 2012

Projeto Cajus realiza Curso complementar de Processamento de Frutas

 O projeto Cajus ofereceu em 10 de novembro de 2012 o Curso complementar de Processamento de Frutas na Escola Diferenciada Maria Venância – Itarema/Almofala. 

O curso foi ministrado pela professora Maria de Lourdes, e teve o intuito de enriquecer os conhecimentos das produtoras de Itarema através de novas receitas e técnicas para a elaboração de produtos realizados exclusivamente com o caju. Veio fortalecer a cajucultura, ampliando as formas de beneficiamento do pedúnculo do caju, propiciando uma maior variedade de produtos para a comercialização, assim como o aproveitamento integral desse pseudofruto. Esses dois pontos citados são de fundamental importância para viabilizar economicamente o empreendimento da comunidade, pois uma variedade de produtos é uma estratégia que favorece a ampliação do grupo de consumidores, principalmente quando se mescla preparações doces e salgadas, aliando tudo isso ao aproveitamento total da matéria prima.

A atividade foi iniciada com uma breve explanação sobre a importância das boas práticas do manipulador, principalmente nos quesitos referentes à utilização da vestimenta adequada (principalmente bata e touca) e a higienização das mãos. Em seguida o grupo fez a higienização da bancada e utensílios que iriam ser utilizados. Tudo devidamente organizado foi iniciado o pré-preparo (lavagem e corte do caju) para posteriormente ocorrer o preparo das receitas. 

Antes de iniciar a execução de cada produto foi realizada a leitura e explicação de cada receita, depois de retirada todas as duvidas, todos colocavam a “mão na massa” para fazer as preparações. No final ocorreu uma degustação de tudo que foi preparado e toda a turma aprovou com louvores.

Participaram do curso 20 produtores, entre homens e mulheres, do Projeto Cajus da comunidade dos Tremembé.

Receitas ensinadas neste curso: cajuína, carne de caju, carne básica para recheio, paçoca, hambúrguer de caju, mel de caju, rapadura, doce cristalizado, doce de caju em calda.

Deixe um Comentário 19 de Dezembro de 2012

Projeto Cajus realiza Intercâmbio entre produtores do nordeste e do sul do Brasil.

Entre os dias 25 a 29 de Setembro de 2012 os produtores do projeto Cajus e  da Feira Agroecológica do Benfica realizam intercâmbio de experiências agroecológicas com produtores do Litoral Norte do RS e Porto Alegre. Esse intercâmbio, com o tema “Agroecologia e Certificação Participativa”, que é fruto da parceria entre a Rede Terra do Futuro, a Associação Civil Alternativa Terrazul e o Centro Ecológico Ipê, foi focado na produção, no processamento e na comercialização de  produtos ecológicos e ampliação dos conhecimentos para a obtenção da certificação para produtos orgânicos.

 O grupo iniciou as atividades com um almoço junto a merendeiras de escolas públicas do Litoral Norte do RS, seguiu com atividades de exposição e debate sobre: A Agroecologia; Sistemas Participativos de Garantia e a Rede Ecovida de Agroecologia;  trabalhos desenvolvidos no Centro Ecológico e na Associação Civil Alternativa Terrazul. Essas atividades foram ministradas por participantes do 3ª etapa do “Curso de Agroecologia e Sistemas Agroflorestais – RS” e integrantes do Centro Ecológico Ipê.

Foram feitas visitas de campo a:

  • produtores familiares e suas respectivas propriedades (hortas e plantações de banana, palmeira juçara), onde foi possível conhecer a realidade de algumas famílias e a satisfação que elas tem em trabalhar no sistema agroecológico e/ou agroflorestal.
  • Agroindústria AMADECOM (Associação da Mulheres para o Desenvolvimento Comunitário de Três Forquilhas), onde as mulheres da AMADECON expuseram suas historias de luta para conseguirem implantar a Agroindústria. Foram feitos  relatos dos integrantes do grupo Cajus, pois as realidades vivenciadas no meio rural, seja do Sul ou do Nordeste, vem sempre carregadas de muitas lutas e um grande sentimento de esperança em dias mais prósperos para as comunidades e os trabalhos que elas desenvolvem.
  • Ecotorres (Cooperativa de consumidores de produtos Ecológicos de Torres)
  • Coopet (Cooperativa de consumidores de produtos Ecológicos de Três Cachoeiras)
  • duas feiras Agroecológicas em Porto Alegre. As feiras foi muito movimentadas e vários dos produtores que foram visitados anteriormente, não apenas produzem, mais também estão presentes na comercialização. Inclusive algumas família conseguem participar das duas feiras simultaneamente, manejando seus membros para cada uma delas.  

Os participantes irão apresentar o intercâmbio no Seminário do Projeto Cajus, para troca de informações e experiências e fortalecimento da organização dos grupos produtivos. Já os participantes da Feira Agroecológica do Benfica  irão fortalecer a feira para o fortalecimento da produção e consumo de produtos agroecológicos.

Participaram do nordeste:  João Batista do grupo Ouro da Terra – Bela Cruz; Amanda Santos do grupo Em Mãos Tremembé  – Itarema/Almofala; Valcilene Vasconcelos – Jijoca de Jericoacoara; D. Lourdinha – Produtora e Professora das Oficinas de Processamento de Frutas do Projeto Cajus; Aline de Castro – Assessora Comercial e de Desenvolvimento Local do Projeto Cajus; Karina Ykeda – Articuladora da Feira Agroecológica do Benfica e integrante do Grupo de Consumidores do Benfica; Isaias Aguiar – Articulador dos produtores do Maciço de Baturité que participam da Feira Agroecológica do Benfica; Carlos Alberto – Estudante do Curso de Agroecologia do IFCE e integrante do Terrazul Brasília; e a integrante  Kercia Alves – Estudante do Curso de Economia Doméstica – UFC.

Centro Ecológico Ipê: http://www.centroecologico.org.br

Grupo de Consumidores do Benfica:  http://consumidoresresponsaveis.blogspot.com.br/

Divulgação/Projeto Cajus/Alternativa Terrazul

 

Deixe um Comentário 15 de Outubro de 2012

Equipe do projeto Cajus reúne-se com lideranças comunitárias e grupo de juventude em Cruz-Ce.

A equipe do projeto Cajus realizou visita de trabalho no Município de Cruz-Ce nos dias 25 e 26 de Agosto de 2012. A reunião com a comunidade teve o objetivo de organizar a agenda de atividades e planejamento. Participaram cerca de 30 pessoas de várias localidades do município.

 Ficou definida neste encontro uma Oficina de Teatro para o grupo de jovens que participou da formação de lideranças juvenis do projeto Cajus e uma Oficina de Ecoturismo Comunitário. Os participantes já estão realizando um diagnóstico dos locais e das pessoas que trabalham com turismo na comunidade para convidá-las para atividade e iniciar a construção de um roteiro de turístico comunitário.

 A Oficina de Teatro acontecerá nos dias 22 e 23 de Setembro. Neste fim de semana será marcada a data e fechada a turma da Oficina de Ecoturismo.

Deixe um Comentário 12 de Setembro de 2012

Projeto CAJUS realiza oficina na Aldeia Indígena Tremembé

Nos dias 18 e 19 de agosto o projeto CAJUS realizou oficina de juventude e reunião com o grupo produtivo na Aldeia Indígena Tremembé, em Almofala, Itarema-CE. O encontro se deu na Escola Indígena Maria Venâncio.

No dia 18 aconteceu a Oficina de Juventude, que teve a presença de 10 pessoas.  Lá foi debatido o mundo em que vivemos e que atitudes podem ser tomadas, enquanto juventude, para contribuir com a mudança que queremos.

Dia 19 foi a Reunião do Grupo Produtivo, com a presença de 7 mulheres, que discutiu organização e administração da produção de doces e artesanatos com o intuito de melhorar a comercialização dos produtos.

Deixe um Comentário 11 de Setembro de 2012

Página anterior


Institucional

Leia aqui!